Blog

Vídeos

Cultura Digital, Juventude e Redes de Convivência

20/08/2019

Lilian Carla Muneiro- RN

Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC de São Paulo, é mestre em Comunicação e Linguagens e especialista em Produção de textos. Tem graduação em Comunicação Social. Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte é professora associada e integra o Departamento de Comunicação. Ministra aulas no curso de Publicidade e Propaganda. É membro do Núcleo de Estudo em Saúde Coletiva, onde integra o Projeto de Integração Inteligente Aplicada ao Fortalecimento da Rede de Resposta Rápida da Sífilis (UFRN/ NESC/LAIS/ OPAS/MS).

Uiraporã Maia do Carmo – CE 

Mini Biografia – Hacker Autodidata, tem 15 anos de experiência atuando junto a governos e movimentos cívicos, aprendendo e inovando com a Transformação Digital. Como diferencial, alia seus conhecimentos em Tecnologia da Informação e Experiência de Usuário às novas formas de organização em rede e interação política na internet. Também atua na promoção e defesa do conhecimento livre, dos códigos abertos e da colaboração em rede, tendo idealizado e participado da criação de diversos coletivos, ambientes, aplicativos e sistemas, além de diversos projetos e eventos na área da cultura e da tecnologia. Consultor especialista em Políticas Digitais, tem experiência como gestor público, já tendo atuado no governo federal, em Brasília, e em governos municipais e estaduais nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Ceará. É gestor de tecnologias livres da Mídia Ninja e do Fora do Eixo, e fundador do Instituto Brasileiro de Políticas Digitais – Mutirão.Mediador: Layane Holanda – PI – LAYANE HOLANDA / @_canteiro_ // Artista, Arte- Educadora, Produtora Cultural. Tem formação acadêmica em artes visuais (UFPI) e um percurso multidisciplinar de 20 anos no campo da dança e das artes performáticas. Como gestora cultural está a frente do Instituto Punaré / @_canteiro_ plataforma que articula diferentes profissionais em torno de projetos e práticas artísticas. Circulou por importantes Festivais de Arte Nacionais e Internacionais participando do projeto “Japan Syndrome” como artista brasileira selecionada para residência artística no Kyoto EXperiment/Japão (2012). Integrou desde sua fundação o coletivo Núcleo/Galpão do Dirceu, em Teresina, Piauí, onde desenvolveu criações de espetáculos, colaborações, residências artísticas, formações, turnês, captação e gestão de projetos. Atualmente dá aulas na Escola Estadual de Dança Lenir Argento; É curadora e diretora artística do TRISCA – Festival de Arte Com Criança (2016) e do projeto N U V E M (2016-2018) como pensar Arte, Infância e Cidade. Gosta de plantas e tem dois cachorros.

Vídeos

Hábitos e práticas culturais na região Nordeste;

19/08/2019

Rita Ferreira de Aquino – BA Artista da Dança. Professora da Escola de Dança da UFBA, integra o corpo docentes do PPGDança e PRODAN. Doutora em Artes Cênicas, Mestre em Dança e Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança. Líder do grupo de pesquisa Entre: Artes e Enlaces. Investiga práticas colaborativas, arte participativa, estética relacional e mediação cultural. Coordenadora das Atividades Formativas do FIAC Bahia desde 2011 participa da curadoria do festival desde 2016. Co-organizadora do Seminário Internacional de Curadoria e Mediação em Artes Cênicas desde 2014. Jairo Gomes Araújo – PI Graduado em Ciências Sociais, Produtor e Técnico em Gestão Cultural, Interessado em Cultura Popular, Diretor do Documentário “Timon, Cidade de Flores”, Membro Civil do Conselho Municipal de Cultura de Teresina. Mediador: Francisco de Castro – PI – Ator, Administrador e Especialista em Gestão Cultural. Graduando em Ciências Contábeis – U FPe e Fundação Joaquim Nabuco e Ministério da Cultura para formação de Gestores Culturais dos Estados do Nordeste e Faculdade Santo Agostinho. Ator Profissional pelo Sindicato dos Artistas e Técnicas em Espetáculos de Diversão do Estado do Piauí – SATED-PI. É servidor público municipal da Prefeitura de Teresina e diretor do Teatro Municipal João Paulo II. Coordena a implantação do Sistema Municipal de Cultura de Teresina. É Secretário Geral do Grupo Harém de Teatro (Biênios 2007/2009, 2009/2011 e 2011/2013); Conselheiro da Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina – AAOST e do Conselho Municipal de Política Cultural de Teresina – CMPC, já exerceu a função de Secretário do Sindicato os Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Piauí- SATED/PI, foi Secretário Geral do Festival de Teatro Lusófono – FestLuso – nas edições anuais de 2008 a 2012, sendo que nos anos de 2010 e 2011 compartilhou ainda a função de Coordenador Geral.

Vídeos

Formação e profissionalização do artista

19/08/2019

Gisele Soares de Vasconcelos – MA É professora do Departamento de Artes da UFMA. Possui Graduação em Artes Cênicas (2000) e Mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Maranhão (2007). É Doutora em Artes Cênicas pela Escola de Comunicação e aArtes, da USP e Atriz – Pesquisadora do Grupo Xama Teatro, onde atua em espetáculos, oficinas, contadores de histórias e programa radiofônico. Dirigiu o espetáculo a Besta-fera: biografia cênica de Maria Aragão (Prêmio Funarte Myriam Muniz 2007). Atua como atriz nos espetáculos a Carroça é Nossa (FUNARTE Artes na Rua, 2011 e 2014; Sesc Amazônia das Artes 2015 e Palco Giratório 2016) e as Três Fiandeiras (Prêmio Nascente de Artes Cênicas da USP, 2015 e Sesc Amazônia das Artes, 2017). Iniciou a carreira artística no Laborarte, em 1992, como dançarina popular e capoeirista. Como atriz estreou em 1994, com a peça os Saltimbancos, pela FETEMA. Foi contemplada com o Prêmio” Ideias Criativas” (Palmares/MinC, 2013) pelo projeto Minha Mãe Preta. Foi Diretora do Teatro Arthur Azevedo e Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, em São Luís, MA. No Projeto dos 100 Anos do Teatro Arthur Azevedo, foi intérprete de Nara Leão, no musical João do Vale. Em parceria com o Clube do Chico estreou em 2018 o Show Cale-se. É Coordenadora da Empresa Júnior Gestus Produções Culturais. Em 2019 prepara seu novo espetáculo com o grupo Xama Teatro e realiza pesquisa de Pós doc., a Vagabunda. Raquel Viana Gondim – CE Doutoranda em Ciências da Cultura na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) em Portugal. Graduada em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Especialização em Arte-Educação e Mestrado em Administração pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. É docente no curso de Cinema e Audiovisual e do curso de Design de Moda na Universidade de Fortaleza – UNIFOR. Também é docente em cursos lato sensu na cidade de Fortaleza. É consultora e pesquisadora em economia criativa. Mediador: Datan Izaka – PI – Datan Izaka – PI – Datan Izaká é artista da dança, performer, coreógrafo, criador. Como pesquisador se interessa no corpo como política de dança e numa dança borrada, que se desmancha. Adora leituras sobre arte, filosofia, corpo, ciência. Curte coisas que não fazem sentido e isso é o motor que faz vibrar um montão coisas. Entende a instabilidade como um lugar de potência que move o corpo para um não saber. É Diretor da Escola Estadual de Dança Lenir Argento. Diretor/Curador do JUNTA – Festival Internacional de Dança. Proponente e diretor do Projeto REDEMOINHO DE DANÇA – Pesquisa e criação autônoma.

Vídeos

Representatividade, poéticas identitárias na produção artísticas e nos públicos

19/08/2019

Cosme Rogério Ferreira– AL Graduado em Filosofia (FEFIR/FACESTA), mestre em Sociologia (PPGS/UFAL), doutorando em Letras e Linguística (PPGLL/UFAL), ator e diretor de cena. Foi secretário municipal de Cultura de Palmeira dos Índios, conselheiro do Fórum Estadual de Turismo de Alagoas (FORETUR-AL) e gerente de Extensão e Relações Comunitárias da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Sócio colaborador da Academia Palmeirense de Letras Ciências e Artes (APALCA), sócio efetivo da União Brasileira de Escritores (UBE) e da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN). É professor de Filosofia do Instituto Federal de Alagoas – IFAL / Campus Batalha, e representante do Setorial do Livro e da Leitura no Conselho Municipal de Política Cultural de Palmeira dos Índios. Marcio Luiz Marciano – PB Currículo Resumido: Márcio Marciano é diretor e dramaturgo. Fundou a Companhia do Latão (SP), e o Coletivo de Teatro Alfenim (PB). Em 2008, lançou pela Editora Cosac Naify “Companhia do Latão – 7 peças”. Cursou Artes Cênicas na ECA/USP. Foi crítico teatral da Revista Bravo! (2002 a 2004). Também atuou como crítico na II Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo, de São Paulo (2007) e no Festival Internacional de Teatro e Dança Zona de Transição, em Fortaleza (2009 e 2012), entre outros. Com o Coletivo Alfenim escreveu e encenou Quebra-Quilos (2007), Milagre Brasileiro (2010), Histórias de Sem Réis (2010), O Deus da Fortuna (2011), Brevidades (2012), Memórias de um Cão (2015) e Helenas (2018). Mediador: Kácio Santos – PI – Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí – UFPI e Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança – UFBA. É docente na Universidade Estadual do Piauí – UESPI e no Centro Universitário Santo Agostinho – UNIFSA. Atualmente desenvolve o projeto de extensão Núcleo de Dança – UNIFSA há 6 anos buscando fomentar a prática e o pensar em dança para estudantes universitários de diferentes áreas de atuação acadêmica. Desenvolveu o projeto Experiências do corpo na UESPI durante os anos de 2014 e 2015 na cidade de Floriano – PI. Sua prática profissional tem perpassado por obras artísticas e eventos de dança que propõem pensar o corpo a partir de lugares historicamente subalternizados, como os corpos negros, femininos, LGBTS e periféricos na intenção não apenas de visibilizar estes corpos, mas propor uma provocação maior sobre como a dança (danças) tem atuado nestes e entre estes corpos. Suas obras mais recentes dialogam com as categorias já citadas: Bomba, pastel e coxinha (2016), Blackhair tia do café Fashion bombril Week (2017) e Brasil Gueto Brasil (2017).

Vídeos

Sustentabilidade, economia e mecanismos de fomento

19/08/2019

Gisele Marchiori Nussbaumer – BA Professora da Faculdade de Comunicação/FACOM da Universidade Federal da Bahia/UFBA, professora e pesquisadora do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade/PÓS-CULTURA e membro do Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura/CULT. Nos últimos anos tem se dedicado a estudos na área de cultura, com ênfase em políticas culturais e gestão cultural. Possui mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo/USP (1997) e doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela UFBA (2004). Foi Diretora Geral da Fundação Cultural do Estado da Bahia/FUNCEB (2007-2010). Aline Magna Cardoso Barros – SE Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe. Pesquisadora – membro do Laboratório de Estudos do Poder e da Política LEPP – PPGS/UFS. Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe. Pós-Graduada em Direito Constitucional Processual pela FAPESE/UFS e bacharela em Direito pela Universidade Federal de Sergipe. Especialista em Direito Público, Comunicação, Cultura e Políticas Públicas. Membro do Grupo de Pesquisa História, Memória, Educação e Identidade da Universidade Tiradentes. Trabalhou da Secretaria de Cultura do Estado de Sergipe, atualmente é procuradora municipal em São Cristóvão. Mediador: Ryck Costa – PI – Professor, Ator e Diretor de teatro. Formado pela Universidade Estadual do Piauí em Licenciatura Plena em Letras Português, foi Professor da UESPI, lecionou em Universidades do Piauí e Ceará. Como diretor de teatro tem 20 anos de carreira, sendo 10 anos dedicados ao Coletivo Cabaça, companhia que pesquisa teatro, dança, processos educativos e sustentáveis. Hoje gerencia o Espaço Cultural Balaio em Parnaíba-PI.

Vídeos

cultura na agenda política

19/08/2019

Silvana Lumachi Meireles – PE Especialista em políticas culturais, gestora cultural da Fundação Joaquim Nabuco-Fundaj, do Ministério da Educação. Implantou e dirigiu o Instituto de Cultura da Fundaj (1998 /2002), premiado na categoria fomentador pelo Prêmio Multicultural Estadão, São Paulo, Brasil, 2002. Entre 2003 e 2011 trabalhou no Ministério da Cultura, na Representação Regional do Nordeste; nas Secretarias de Articulação Institucional e Executiva. Entre 2008 e 2010 foi responsável pelas implementação do Sistema Nacional de Cultura, coordenação geral da II Conferência Nacional de Cultura e programa Mais Cultura. Entre 2011 e 2015 dirigiu a Diretoria de Memória, Cultura, Educação e Arte, da Fundaj. Desde 2015 é Secretária Executiva da Secretaria de Cultura de Pernambuco. Henilton Parente de Menezes – CE Jornalista, gestor cultural, produtor musical e produtor cinematográfico. Durante 10 anos foi gestor de cultura do Banco do Nordeste do Brasil, sendo responsável pela concepção e gestão dos editais de cultura e pela instalação e gestão dos centros culturais do BNB em Sousa (PB), Juazeiro do Norte (CE) e Fortaleza (CE). Exerceu a função de Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura entre janeiro/2010 e dezembro/2013. Autor do Livro “A Lei Rouanet Muito Além dos (F)Atos” (Loyola, 2016), principal pesquisa sobre o mecanismo federal de fomento à cultura. Atualmente é sócio Diretor da Grimpa Consultoria e Gestão Cultural. Mediador: Francisco Pellé – PI – Ator, produtor cultural, fundador do Grupo Harém de Teatro, atualmente é coordenador e curador do Festluso- Festival de Teatro Lusófono, membro do Fórum Internacional dos Festivais de Teatro.

Blog

Sesc Nordeste das Artes 2019 Fórum Estadual – Sesc Piauí //Resumo

15/04/2019

Sesc Nordeste das Artes 2019 Programação do Fórum Estadual – Sesc Piauí artistas, gestores de instituições culturais e educativas, produtores, críticos de arte, curadores, pesquisadores, comerciários e seus dependentes e todos aqueles se interessam por arte ou mesmo os que a desconhecem e a partir da proposta possam fazer parte da rede de relação cultural da região Nordeste.

Vídeos

Hábitos e práticas culturais da região Nordeste / Fórum Estadual – Sesc Piauí

15/04/2019

Dia 29/03/2019, Sesc Nordeste das Artes 2019 Programação do Fórum Estadual – Sesc Piauí Vagner Ribeiro – Músico Licenciado em Educação Artística pela UFPI, Especialista em História da Arte e da Arquitetura pelo ICF e Mestre em Antropologia pela UFPI. •Profa. Dra Maria Dione – Socióloga, Especialista em Gestão da Cultura, Mestre em Sociologia, Doutora em Ciências Sociais, com pós-doutorado em Sociologia. Mediador: Jedson Martins – Técnico em Patrimônio Sesc Caixeiral – Parnaíba/PI.

Vídeos

Cultura Digital, Juventude e Redes de Convivência / Fórum Estadual – Sesc Piauí

15/04/2019

Dia 29/03/2019, Prof.a Dra Ana Maria Rodrigues – Socióloga, Especialista em Gestão da Cultura, Mestra em Sociologia, Doutora em Ciências Sociais, com pós-doutorado em Sociologia. •Layane Holanda – Licenciada em Educação Artística pela UFPI, Curadora e realizadora do Trisca Festival e Produtora Cultural na Plataforma @_canteiro_. Mediador: Camila Batisttetti – Técnica em Artes Visuais/Audiovisual Sesc Caixeiral – Parnaíba/PI

Vídeos

Representatividade, poéticas identitárias na produção artística e nos públicos Programação do Fórum Estadual – Sesc Piauí 2019

15/04/2019

Dia 28/03/2019, Prof. Ms. Kássio Santos – Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí – UFPI e Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança – UFBA.•Prof. Dr. Francisco Carvalho – Doutor em Estética e Filosofia da Arte pela Uned/MADRI, Doutor em Ética pela Universidade de Sevilla e Mestre em Artes Visuais pela UNESP.Mediador: Camila Maia – Técnica em Literatura do Sesc Caixeiral – Parnaíba/PI

Informações

Dias: 27/05 (Segunda-feira),28/05 (Terça-feira) e 29/05 (quarta-feira)
Local: Espaço Cosme Oliveira – Ed. Agostinho Pinto ,
Av. Campos Sales, Centro, 1111 – Teresina-PI.
Horário: 13h às 21h45mim
Clique para acessar o formulário de inscrição